asdep@asdep.com.br (51) 3217.9999
LOGIN DO ASSOCIADO
02/04/2018

Imagens mostram ação de criminosos em roubo de carros em Caxias do Sul; Polícia investiga

Polícia Civil de Caxias do Sul investiga um grupo de criminosos que atua no roubo de carros e ainda pede dinheiro para o resgate do bem aos motoristas. Alguns suspeitos já foram presos. Mesmo que roubo e furto de veículos tenham apresentado queda, a situação preocupa e mantém as forças policiais em alerta.

No município da Serra, a queda nos crimes é de mais de 50%. Em janeiro e fevereiro de 2017 foram registrados 449 casos, conforme a Polícia Civil. Neste ano, 216.

Uma quadrilha especializada foi desarticulada no fim do ano passado na cidade, quando 11 pessoas foram presas.

"Há um outro grupo, e as investigações estão bastante avançadas. É um grupo bastante estruturado. Estamos prendendo os infratores para fecharmos toda a investigação, identificarmos todos os integrantes e definir a atuação de cada um dentro daquele grupo criminosos", reforça o delegado Adriano Linhares.

Imagens cedidas pela Polícia Civil mostram as ações dos criminosos. Em um desses registros, uma mulher entra no carro estacionado em frente a um prédio, e abre o vidro. Depois, é surpreendida por um assaltante que chega caminhando e faz a abordagem. Em seguida outro suspeito chega para ajudar o comparsa. Eles tiram a motorista do veículo e fogem dirigindo.

Em outro caso gravado por câmeras de segurança, as imagens mostram uma caminhonete estacionada na rua. Um homem desce de outro carro e tenta abrir a porta do carona.

Nessa tentativa, porém, o assaltante foi surpreendido pela polícia. Ele já estava sendo monitorado e foi rendido. Havia outro suspeito com ele, e os dois foram presos.

Os assaltantes costumam aproveitar momentos de distração das vítimas para cometer os crimes. Aconteceu também com a empresária Sandra Gauer, quando ela fechava sua loja.

"Quando olhei para o lado, tinham dois pés. Quando ergui a cabeça, já tinha uma arma apontada para a minha cabeça. A pessoa me rendeu, me colocou dentro do carro e me levou por uma hora, circulando pela cidade. Numa estrada, ele me abandonou, mandou eu descer e ficou com o carro e tudo o que tinha dentro", lembra.

De acordo com a polícia, na maioria das vezes, após o assalto, os bandidos entram em contato e pedem dinheiro para devolver o carro roubado. A condição é que a vítima não faça denúncia. O delegado Linhares reforça a importância de avisar, sim, a polícia, e não ceder a extorsões.

"Não ceda. Cada vez que cedem, está alimentando a criminalidade, está oxigenando o crime e incentivando os infratores."

A empresária Sandra avisou a polícia que foi roubada. O carro dela foi localizado poucos dias depois do assalto, mas ela já havia sido ressarcida pelo seguro.

O delegado acrescenta que, em pelo menos 60% dos casos comunicados à polícia em Caxias do Sul, os veículos são encontrados.

Fonte: G1

Rua Visconde de Inhaúma, 56
Bairro Azenha, Porto Alegre/RS