Rua Visconde de Inhauma, 56, Porto Alegre/RS

051 3217.9999

Rua Visconde de Inhauma, 56 051 3217.9999

NOTA OFICIAL

19/12/2019
  Os Delegados de Polícia do Rio Grande do Sul, por sua entidade de classe, repudiam o lamentável posicionamento do presidente da UGEIRM/Sindicato que, de forma injusta e desrespeitosa fez ataques a autoridades policiais deste Estado, ao se referir à verba de substituição devida a elas quando ficam responsáveis por mais de uma delegacia de polícia.
É necessário lembrar que é o Estado quem determina à autoridade policial que responda por mais de um órgão policial e que isso só acontece pelo não preenchimento das vagas previstas em lei. Não é diferente do que ocorre com diversos servidores de outras carreiras de Estado, de todos os Poderes, quando designados para mais de uma função.

O fato de os funcionários públicos do RS serem prejudicados por projetos de lei que restringem direitos duramente conquistados ao longo dos anos não autoriza posicionamentos extremos e agressivos contra outros servidores, não responsáveis por tais projetos e que também são atingidos por eles.

A ASDEP também vem se posicionando contrariamente ao conteúdo da maioria dos projetos de reforma do Estado. A diferença está na forma como os delegados de polícia vêm enfrentando esse momento de dificuldades, tentando manter o diálogo com o Governo e com o Parlamento gaúcho, por entender que esta é a melhor forma de atingir um meio-termo aceitável.  Entretanto, sem que isso implique maiores prejuízos à população rio-grandense, já ressentida com preocupantes índices de criminalidade, apesar de todos os esforços do arcabouço policial em combatê-los, uma vez que são os delegados de polícia e equipes de agentes os principais responsáveis por manterem inabaláveis os serviços de segurança pública de sua circunscrição.

Assim sendo, mesmo respeitando quem pensa e age diferentemente, os delegados de polícia não abrirão mão de sua autoridade, exigindo a manutenção dos princípios basilares da instituição policial civil - a hierarquia e a disciplina - para que não haja solução de continuidade dos serviços pelos quais são responsáveis.

Relativamente aos ataques sofridos, a ASDEP está acionando sua assessoria jurídica para as providências legais cabíveis.

Porto Alegre, 18 de dezembro de 2019

 
Cleiton Silvestre Munhoz de Freitas,
Vice-Presidente, no exercício da presidência da ASDEP-RS.